Candidatura da Ucrânia à União Europeia serve para ‘conter’ Rússia, diz o governo russo

0
16
A admissão da Ucrânia e Moldávia como candidatos à União Europeia ‘confirma que o apoderamento do espaço da CEI [Comunidade de Estados Independentes, que reúne ex-repúblicas soviéticas] prossegue ativamente’, disse a porta-voz do Ministério de Relações Internacionais da Rússia. União Europeia confirma oficialmente candidatura da Ucrânia para adesão ao bloco
O governo russo afirmou nesta sexta-feira (24) a admissão de Ucrânia e Moldávia como candidatos a integrar a União Europeia como uma manobra ocidental de “contenção” geopolítica da Rússia.
A admissão desses países como candidatos à União Europeia “confirma que o apoderamento do espaço da CEI [Comunidade de Estados Independentes, que reúne ex-repúblicas soviéticas] prossegue ativamente, com o objetivo de conter a Rússia”, afirmou em comunicado a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova.
Leia também
União Europeia concede a Ucrânia e Moldávia status de candidatas a membro do bloco
A União Europeia anunciou sua decisão na quinta-feira, quatro meses depois do início da invasão da Ucrânia pela Rússia (um dos objetivos russos é justamente afastar a Ucrânia dos países ocidentais).
4 meses de Guerra na Ucrânia: da invasão russa à candidatura a membro da União Europeia
Maria Zakharova afirmou que a União Europeia se propõe a “estabelecer com as regiões de seu entorno relações regidas pelo princípio de senhor e escravo”.
Segundo a porta-voz, Bruxelas (sede do Executivo do bloco), recorre a “métodos de chantagem política e econômica” para que os países candidatos a aderir à União Europeia adotem “sanções ilegítimas” contra a Rússia.
“Este enfoque agressivo da União Europeia tem o potencial de criar novas divisões e novas crises, muito mais profundas na Europa”, afirmou.
Anteriormente, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, foi mais comedido sobre o tema das candidaturas de Ucrânia e Moldávia ao assegurar que se trata de “um assunto interno da Europa”.
Veja os vídeos mais assistidos do g1

Fonte: G1 Mundo